Sou um amante de livros, tenho verdadeira paixão por literatura. Acredito que ao ler um livro você

Sou um amante de livros, tenho verdadeira paixão por literatura. Acredito que ao ler um livro você
Sou um amante de livros, tenho verdadeira paixão por literatura. Acredito que ao ler um livro você faz uma viagem por mundos desconhecidos, mundos a serem descobertos.Este blog tem como objetivo a troca de informação literaria, a troca de conhecimento sobre livros. O blog tem em sua maxima, indicar e receber em suas paginas indicações de livros. Formando assim um forum literario de debate e incentivo a leitura. De sua sugestão, sua indicação...vamos fazer da leitura um prazer em nosso cotidiano.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Melhor que o livro o Simbolo Pedido - Dan Brown


Numa altura em que tanto se publica ao desbarato livros sobre teorias da conspiração, porque não fazer uma viagem no tempo e desfrutar de um livro que as aborda de uma forma diferente? Para além de ter sido um dos primeiros livros a abordar o assunto, fá-lo de uma forma completamente inovadora e ainda hoje irrepetível. Umberto Eco transporta-nos para Itália, onde três amigos que trabalham numa editora muito habituada a publicar livros disparatados sobre teorias da conspiração acerca dos templários, decidem criar a sua própria teoria, apenas e criteriosamente baseada em factos e em conexões entre estes a que eles chamam “O Plano”. Tudo correria bem se a teoria não fosse demasiado credível e extremamente inovadora, começando a convencer todos os esotéricos que com ela se cruzam como também a certa altura alguns dos seus criadores. Incrivelmente bem escrito, é um livro altamente aconselhável a quem, pelo menos, se sente curioso acerca do tema. Além de que Eco nos põe em contacto com um universo bastante vasto de citações retiradas dos mais variados livros religiosos e esotéricos. Por vezes uma sátira, noutras, uma aventura que nos põe a pensar, no caso de isso ainda não ter acontecido, sobre o poder que existe no consciente (e provavelmente inconsciente) colectivo. “A teoria social da conspiração…é uma consequência da falta de referência a Deus, e da consequente pergunta: “Quem está no seu lugar?” (Numa altura em que tanto se publica ao desbarato livros sobre teorias da conspiração, porque não fazer uma viagem no tempo e desfrutar de um livro que as aborda de uma forma diferente? Para além de ter sido um dos primeiros livros a abordar o assunto, fá-lo de uma forma completamente inovadora e ainda hoje irrepetível. Umberto Eco transporta-nos para Itália, onde três amigos que trabalham numa editora muito habituada a publicar livros disparatados sobre teorias da conspiração acerca dos templários, decidem criar a sua própria teoria, apenas e criteriosamente baseada em factos e em conexões entre estes a que eles chamam “O Plano”. Tudo correria bem se a teoria não fosse demasiado credível e extremamente inovadora, começando a convencer todos os esotéricos que com ela se cruzam como também a certa altura alguns dos seus criadores. Incrivelmente bem escrito, é um livro altamente aconselhável a quem, pelo menos, se sente curioso acerca do tema. Além de que Eco nos põe em contacto com um universo bastante vasto de citações retiradas dos mais variados livros religiosos e esotéricos. Por vezes uma sátira, noutras, uma aventura que nos põe a pensar, no caso de isso ainda não ter acontecido, sobre o poder que existe no consciente (e provavelmente inconsciente) colectivo. “A teoria social da conspiração…é uma consequência da falta de referência a Deus, e da consequente pergunta: “Quem está no seu lugar?”


Kopper